top of page
  • Foto do escritorRedação

Carteira de precatórios paulistas oferece rentabilidade de 20,84% ao ano

Operação com duration de 19 meses conta com 11 ativos do Estado e do município de São Paulo. Aporte mínimo é de R$ 10 mil


A Precatórios do Brasil, empresa de originação de ativos judiciais do mesmo grupo econômico da Hurst Capital, lançou a Carteira de Precatórios Paulista, sua mais nova operação com ativos reais. A expectativa é de retorno de 20,84% ao ano, dentro do cenário base, o que equivale a 226,3% do CDI. Em um cenário mais otimista o retorno pode chegar a 24,8% e no mais pessimista a 16,11%. O aporte mínimo é de R$ 10 mil e o período médio estimado para a conclusão da operação é de 19 meses.


Segundo o CEO da Hurst, Arthur Farache, a carteira conta com 11 precatórios a serem pagos pelo governo do Estado e do município de São Paulo. “Ambos sem histórico de atraso de pagamento dos acordos realizados”, afirma o executivo. Para este investimento é garantido isenção do Imposto de Renda nas retiradas mensais menores do que R$ 35 mil.


Além da boa rentabilidade, o fato de o investimento ser composto por uma carteira de ativos com diversos precatórios apresenta a vantagem de diminuir o risco específico de cada ativo. Outro ponto a ser considerado é que uma carteira diversificada permite que o investidor invista valores maiores do que R$ 35 mil e permaneça isento do pagamento do imposto de renda.


Vale lembrar que o precatório é atualizado pela taxa Selic, que no longo prazo tende a proteger o valor investido de variações na inflação e remunerar o capital. “Como estamos passando por um cenário de inflação mais alta, o Banco Central vem respondendo a este cenário com altas consecutivas da taxa Selic que já vem produzindo resultados. A alta dos preços está arrefecendo e a Selic mais alta do que inflação contribui para melhorar a rentabilidade real da operação”, afirma Farache.


A Hurst Capital é uma plataforma pioneira na originação de ativos alternativos no Brasil. Por meio de tecnologia proprietária, origina, estrutura e distribui ativos reais de forma direta. Esse tipo de investimento tem crescido nos últimos anos, principalmente após a crise econômica de 2008, quando foi necessário encontrar uma nova maneira de investir fugindo da queda da Bolsa.

Comments


bottom of page